Pregadores mirins: É bom ou ruim começar a pregar tão cedo?

Tempo de leitura: 2 minutos

38.300 vídeos encontrados sobre pregadores mirins em uma busca básica no Google. Existem até anúncios de pregadores mirins: “Pregador fulano, 11 anos, muito usado no ‘reteté’. Tel…”.

Esses pregadores mirins, em sua maioria, aprenderam o trejeito, os gritos e até os bordões dos pregadores adultos e fazem praticamente a mesma coisa. Antes vamos entender melhor essa nova categoria de pregadores.

Indicados para você:

Quem são os pregadores mirins?

Pregadores mirins são crianças entre 06 e 14 anos, em sua maioria esmagadora são pentecostais e utilizam todos os bordões dos pregadores adultos que, também em sua maioria agem somente como animadores de palco.

Minha experiência com pregadores mirins

Certa vez ganhei um DVD de um pregador mirim e junto com ele, sentamos no sofá da minha casa para assistirmos e eu só soube que a mensagem havia acabo porque o aparelho voltou para o menu inicial.

Clique e saiba mais!

Não aprendi absolutamente nada! Tudo o que vi foram 50 minutos de muito grito e nenhuma palavra, muita pulação e nenhuma reflexão, muito “fogo” forçado e muita revelação, mas nenhum mover de Deus de verdade!

É claro que isto não é uma crítica ao garoto somente, muitos pregadores despreparados fazem a mesma coisa, mas no caso deste garoto o que se viu foi uma clara “persona”, ou seja, basicamente ele não sabia muito bem o que estava fazendo, mas havia aprendido os trejeitos dos “grandes pregadores” e pronto: surge mais um pregador e como era um pré-adolescente, as pessoas se comoviam e rapidamente ficavam admiradas.

O outro problema…

Neste caso é uma minoria, mas que vem aumentando cada dia mais: o fato de muitos utilizarem-se do garoto para ganhar dinheiro.

Muitos já cobram valores exorbitantes para irem pregar, e fica claro para mim que garotos dessa idade não possuem condições de gastar R$2.000,00… (o último que perguntei cobrava este valor + hospedagem), ou seja, alguém está utilizando alguns destes garotos para ganhar uma boa grana e isto não é bom.

Criança precisa ser criança! Precisa antes de tudo brincar e estudar, caso venha a ser um pregador, não vejo problema nenhum, mas não pode ser algo forçado.

Deus usa quem ele quiser e como quiser, quem sou para impedir o agir de Deus na vida de uma criança ou de um adolescente? Entretanto, quando se faz isso com o objetivo de ganhar dinheiro ou ficar famoso já se perde totalmente a essência e passa-se a ser mais um garoto(a) perdido e iludido com meio gospel.

E você, qual a sua opinião sobre os pregadores mirins?

Até já!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *