Existe profecia para casamento?

Tempo de leitura: 4 minutos

A ideia evangélica principalmente é a de que Deus tem um “preparado” ou uma “preparada” para alguém em algum lugar da terra. Com esse pensamento, muitas pessoas estão correndo atrás de profecia para casamento e namoro.

Veremos hoje se tais práticas estão de acordo com o Evangelho e se realmente existe profecia para casamento.

Existe profecia para casamento?

Deus até pode revelar o futuro sentimental de alguém, mas isso é muito, muito, mas muito raro de acontecer. Por isso é preciso tomar cuidado para não ser enganado por profecias que não provem de Deus.

Já conheci diversas pessoas que se casaram por profecias e hoje estão divorciadas ou até se casaram novamente. Engraçado como até outro dia o plano de Deus era o fulano e depois “misteriosamente” mudou para o ciclano. Será que Deus mudou o plano ou esse plano nunca existiu?

Portanto digo com todas as letras, a maioria esmagadora das profecias na área sentimental são frutos de engadores, fuja desse tipo de gente que diz saber com quem você vai casar, porque isso não existe! Deus não é cupido e nem brinquedo portanto parem com isto, já chega, essa história não dá mais!

Mas embora Deus não seja cupido, ele pode dar a você dois sinais de que você está no caminho certo. Vejamos:

Como saber se a pessoa com quem estou é para mim?

Profecia de Casamento

Como já vimos, profecia de casamento é muito raro e 99% delas são furadas. Mas existem sinais que podem te ajudar a se orientar nessa área.

  • Primeiro sinal: Deus não precisa falar de amor!
  • Segundo sinal: Nós só amamos o inimigo por mandamento!

Ainda não entendeu? Vou te explicar:

Clique e saiba mais!

O primeiro sinal significa que vocês se amam! Quando eu amo e o outro me ama de modo sadio, sem ser possessivo(a), sem ciúmes doidos e sem confundir vontade de transar com amor, ou seja, quando eu amo a pessoa não pelo corpo que ela(e) tem e nem pelo que ele(a) pode fazer por mim, mas simplesmente por amar, aí sim estamos falando de amor verdadeiro e sadio.

E esse amor verdadeiro que nasceu nessas duas pessoas é a maior prova divina de que as coisas podem dar certo. Mas lembrando que relacionamento não são duas pessoas que darão certo, mas sim duas pessoas que farão dar certo. É um empenho diário e não pode ser desenvolvido somente porque um profeta disse ser.

O segundo sinal tem a ver com o final do primeiro: quando o amor precisa ser forçado a acontecer, já não é amor! O mandamento é para amarmos o nosso inimigo e não a nossa futura esposa(o).

Nós acolhemos o mundo todo por mandamento e nós perdoamos o mundo todo por mandamento, mas ninguém casa por mandamento! Essa é uma área que Deus deixou livre para que cada ser humano faça a sua escolha, conforme o bom senso e inteligência.

Resumindo tudo: A voz de Deus é o amor sadio e verdadeiro!

Vejamos agora uma outra situação muito recorrente no meio evangélico.

Se não existe profecia de casamento, como poderei escolher alguém?

Antes dos meus 17 anos eu já havia percebido que 98% do meu sofrimento é causado por mim! E isso também pode ser aplicado na área sentimental.

Se a pessoa não trata nem o pai dela bem, porque acha que ela vai te tratar bem?

Se o cara não ajuda nem a mãe dele a lavar uma louça, porque acha que vai conseguir dividir as tarefas com ele?

Essas são somente perguntinhas simples que você pode ir fazendo e observando no seu pretendente. Observe como ele(a) trata os pais por exemplo, ou qualquer outra pessoa que conviva com ele(a). Isso poderá evitar muitos sofrimentos no futuro.

Profecia de Casamento não vai te revelar isso, somente a inteligencia que Deus já te deu é que te ajudará a ser sensato em suas escolhas.

Evite sofrimentos futuros, aja com responsabilidade e bom senso. Muitos corações estão partidos porque o cérebro está enferrujado!

Para complementar leia também:

Até Já!

6 Comentários


  1. Minhas saudações cristãs a todos.

    Concordo em gênero, número e grau em tudo que você disse amigo Luiz Henrique, precisamente neste dois quesitos que você citou:
    “Primeiro sinal: Deus não precisa falar de amor.”
    Realmente Deus não une pessoas, Ele une propósitos, não só no amor, mas também no caminho que pretendemos seguir, ou seja, Ele sonda o coração das pessoas e verifica se determinada pessoa será capaz de amar a outra e vice-versa, até mesmo com todos os defeitos, ou se determinada pessoa vai amar até aquilo que se propõe a fazer, pois o amor tem que transcender todo o entendimento do amor eros, amor fraternal e filial, e se tornar o amor Ágape, porém isto não significa que Deus obriga ou escolhe determinada pessoa ou destino para alguém, isto porque a escolha de amar as pessoas ou de seguir determinado caminho, tem que ser nossa. Por essa razão, Deus, que é também Uni ciente, saberá qual é a pessoal ou o caminho ideal para cada um, porém Ele nos deixa fazer fazer a escolha, observe o link abaixo:

    https://www.youtube.com/watch?v=5dB_6vYrfxg

    “Segundo sinal: só amamos o nosso inimigo por mandamento”
    Quando Jesus disse essa frase:
    “Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e odiarás o teu inimigo.
    Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus;
    Mateus 5:43,44”.
    Jesus estava ensinando-nos a aniquilar a alimentação do ódio que poderia nascer em nós, por qualquer pessoa, ou seja, se somos capazes de perdoar os nossos parentes, mas e o vizinho ou alguém que não conhecemos, devemos perdoá-los também, dai o texto: “… Amarás o teu próximo, e odiarás o teu inimigo….” Isto não significa que você tenha que se relacionar ou se casar com o inimigo, apenas perdoá-lo para o ódio não envenene o seu coração.

    No Post sobre a corrupção no Brasil e no mundo, eu falei que a falta de amor é a causa principal de todas essas mazelas, e por isso deixo a excelência do amor descrita pelo Apóstolo Paulo em sua carta aos 1º Coríntios 13:1-8
    “Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.
    E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
    E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
    O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.
    Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;
    Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;
    Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
    O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;”

    A Paz.
    Jorge.

    Responder

    1. Obrigado pela contribuição Jorge!

      Realmente o amor é o único sinal que podemos perceber quando se trata da união matrimonial.

      Fica na paz amigo!

      Responder

  2. Tudo o que foi orientado aqui, é pura realidade. Se todos seguirem essas orientações para se casarem, com certeza farão um bom casamento.

    Responder


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *