Como morreu o Apóstolo Paulo?

Tempo de leitura: 3 minutos

O Apostolo Paulo foi uma das pessoas mais importantes da Igreja. A sua conversão, narrada em Atos 9, nos dá ideia da dimensão do plano de Deus para ele. “E eu te mostrarei o quanto deverá sofrer por amor do meu Nome…”. Mas infelizmente a morte deste homem não foi das mais calmas. Vejamos mais detalhes sobre como morreu o Apóstolo Paulo.

 

Como morreu o Apóstolo Paulo?

Paulo de Tarso
Reconstituição facial de Paulo feita por especialistas.

A Bíblia não narra a morte de Paulo. O livro que narra as suas aventuras para levar o Evangelho até os limites do mundo conhecido, termina com ele em prisão domiciliar em Roma. De fato, a maioria dos historiadores deduzem que Paulo não morreu nesta época e sim no ano 64 D.C. por ordem de Nero, (Sugiro que leia o livro “A vida nos tempos do Apostolo Paulo). A maioria acredita que ele tenha levado o Evangelho até a Espanha.
Veja também:

Manuscritos do Século II como as Atas de Pedro e o Cânon de Muratori, afirmam que Paulo esteve de fato pregando na Espanha. Outra prova histórica é a Primeira carta de Clemente, a mais antiga a revelar uma viagem de Paulo a Espanha.

Estude Teologia hoje mesmo!

Mas voltando a questão da sua morte, no ano de 64 D.C. o Imperador Nero mandou incendiar um bairro romano para que, ao visualizar a cena, pudesse se inspirar e escrever um poema épico. Mas as coisas sairão erradas e o incêndio destruiu 10 das 14 zonas da cidade. Devido a irresponsabilidade de seus atos, Nero precisa de um bode expiatório e o povo preferido era os cristãos. Não se sabe o porque Nero creditou o incêndio aos cristão, mas a crueldade com a qual os cristãos passaram a ser tratados é impressionante.

Muitos foram jogados nas arenas, outros foram utilizados como “tochas humanas” para iluminar o jardim de Nero. Paulo no entanto é preso no rio Tibre, perto da ilha Tiberina. Ao contrário do seu primeiro julgamento em Roma no qual ele é absolvido das acusações, neste segundo ele tem direito só a dois interrogatórios, sendo que o primeiro termina sem nenhuma decisão. Paulo não nutria esperanças de ser absolvido neste segundo julgamento (ler 2º Timóteo 4:6 e 7), e estava certo. É condenado a morte!

Devido a sua cidadania romana, ele acaba tendo um tratamento mais “humano” do que Pedro, por exemplo. Este último foi crucificado de cabeça para baixo, por se declarar indigno de morrer como Cristo morreu. Paulo por sua vez, tem sua cabeça separada do corpo por um único golpe de espada.

Mas se engana tem acredita que os seus lábios se fecharam para sempre. Suas palavras e histórias falam até hoje, nos inspirando a sermos como ele: Fiel até o fim!

Até Já!

Veja mais sobre a história do Apóstolo Paulo:

13 Comentários

  1. Josué

    Muito bom! Ap Paulo foi 1 dos maiores pregadores, e suas mensagens nunca deixaram de ser pregadas. Quanto a Nero, vive no inferno em sofrimento p sempre.

    Responder
  2. gilson

    Fico muito feliz por terem criado Voce para DEUS tem me ensentivado mais a ler e entender melhor a bíblia e poder passar melhor conhecimento para as pessoas muito obrigado DEUS abençoe a todos

    Responder
  3. pr.valdir

    eu agradeço. a DEUS pôr ter vocês como servos dele por sempre nos supreender com ess esses presentes agora sei como era o rosto de meu irmão. PAULO. DEUS continue vos abençoando

    Responder



  4. Wallace do Nascimento

    Muito obrigado por nos esclarece algumas coisas que nos ajuda muito nos nossos sermões, obrigado

    Responder
  5. Joselias

    Boa noite,verdade não devemos nos atentar a isso. É sim em deus ressurreto.

    Responder
  6. ELIEZER HERMES DA SILVA

    É muito importante, (eu acho) o conhecimento da vida de Paulo de Tarso; mas fico também curioso em saber o que as igrejas pensam de Chico Xavier, é abençoado ou não?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *