O que são frutos do espírito?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Existe dentro de nós um certo “desprezo” por certas passagens da bíblia. Existem algumas passagens como a que diz “O que adianta ao homem ganhar o mundo e perder a alma” que os cristãos automaticamente excluem de suas mentes por serem consideradas passagens “evangelísticas”, ou seja, para as pessoas que ainda não conhecem a Cristo. E isso só mostra que nós lemos, lemos e lemos a bíblia mas não a entendemos, Mateus 13 mostra muito bem isso quando o próprio Cristo diz: “Por isso lhes falo por parábolas; porque eles, vendo, não vêem; e, ouvindo, não ouvem nem compreendem. E neles se cumpre a profecia de Isaías, que diz: Ouvindo, ouvireis, mas não compreendereis, E, vendo, vereis, mas não percebereis. Porque o coração deste povo está endurecido, E ouviram de mau grado com seus ouvidos, E fecharam seus olhos; Para que não vejam com os olhos, E ouçam com os ouvidos, E compreendam com o coração, E se convertam, E eu os cure”.semeador

Mas o interessante de tudo isso é que a parábola que retrata o contexto dos versículos que lemos no paragrafo anterior é a parábola do Semeador, que é um individuo que sai para semear e as sementes vão caindo em terrenos diferentes: uma parte caiu no pé do caminho e vieram as aves e a comeram-na, outra parte caiu nos pedregais, estas até chegaram a nascer mas o sol as queimou e elas morreram porque elas não tinha raiz, já outras caíram entre os espinhos, os espinhos cresceram e a sufocaram, resultado: ela também morreu, mas outras caíram em uma boa terra, deram frutos: um a cem, outro a sessenta e outro a trinta. Em uma igreja, quando se prega este texto normalmente o pregador usa está parábola para evangelizar as pessoas, mas normalmente os que estão precisando da conversão e da mudança de mente estão sentados no banco todos os dias. Além disto eles sentam nos bancos porque acham que alguém lhes jogou uma semente, e esta semente caiu numa boa terra e o fruto que eles podem dar e ficar sentados dentro da igreja, cantando “quão cego eu andei…” sem saber que ainda estão cegos por terem frutos religiosos dentro do ser.

Estude Teologia hoje mesmo!

Você acha que a semente do evangelho que você ouve todos os dias caiu numa boa terra só porque você antes ouvia Michael Jackson e agora só ouve Aline Barros? Então volte a ouvir Michael Jackson porque você está enganado! Talvez frequente a igreja por 10 anos, mas ouviu todos esses anos de mal grado! Vocês acham que levantar a mão dizendo “eu aceito Jesus” e depois ser batizado amolece coração? Pois eu acho que o que amolece o coração é ouvir com os melhores ouvidos para que se possa compreender com o coração e ai sim se converter e Cristo nos curar.

O que são frutos do espírito?

Espero que você tenha entendido a mensagem que quero passar e já não mais interprete “fruto” como a pessoa que eu trago a igreja e ela levanta a mão no final da reunião “aceitando” a Cristo (coloquei o aceitando entre aspas porque só Deus sabe quem realmente o aceita). Mas sim como um algo que sai de dentro de você com tanta naturalidade que o outro que está fora te veja e diga: “eu quero ser como você”. De fato Paulo diz que os frutos do espírito são: “amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.” Contra essas coisas Paulo diz, não há lei!

Você vive com amor? Você vive com paz? Você vive com bondade, longanimidade, benignidade? Então amigo preste atenção nos seus frutos! Agora se você vive em amor, em paz, em bondade, em longanimidade, em fé, em mansidão, em temperança, tenha em mente que esses são os frutos do espírito e são esses frutos que precisam cair no numa boa terra dentro do seu coração, precisam que você ouça a palavra com alegria e que o maligno não venha tomá-la de você, para que possam gerar outros frutos em outras pessoas. Experimente viver a vida assim, com esses frutos do espírito dentro de você e tenha a sensação de viver a vida em paz!

Com base nisso, vamos observar nossas vidas, todos nós dizemos que estamos dando frutos não é? Mas será que eles são do Espírito?

Pense Nisso!

Escutai vós, pois, a parábola do semeador.

Ouvindo alguém a palavra do reino, e não a entendendo, vem o maligno, e arrebata o que foi semeado no seu coração; este é o que foi semeado ao pé do caminho.

O que foi semeado em pedregais é o que ouve a palavra, e logo a recebe com alegria;

Mas não tem raiz em si mesmo, antes é de pouca duração; e, chegada a angústia e a perseguição, por causa da palavra, logo se ofende;

E o que foi semeado entre espinhos é o que ouve a palavra, mas os cuidados deste mundo, e a sedução das riquezas sufocam a palavra, e fica infrutífera;

Mas, o que foi semeado em boa terra é o que ouve e compreende a palavra; e dá fruto, e um produz cem, outro sessenta, e outro trinta.

(Mateus 13:18 ao 23)

3 Comentários


  1. Boa é essa Palavra!

    Realmente, conversão está além das aparências, é invisível, e Deus a vê.

    Quanto aos frutos, não adianta trabalhar na seara, ou dizer-se cristão, ou pregar a Palavra, …, se não houver “amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.”

    Que nosso Deus nos ajude, a cada dia, a viver e a dar esses frutos que operam a justiça.

    A Paz!
    Missionária Delair.

    Responder

  2. Graça e paz a todos.

    Certo dia, perguntei ao Pastor da minha Igreja, se a conversão seria um processo a ser buscado a cada dia, assim como a santidade deverá ser buscada em ato contínuo 24 horas por dia. Ele me respondeu que não, que a conversão se dá no momento em que o Espírito Santo te convence. Entretanto já presenciei pessoas na Igreja que se converteram num dia, e no outro já estava procurando o Pastor para estar a disposição da Igreja, sendo solícito a todos os ministérios da Igreja, querendo pregar o Evangelho a todo instante, enfim, estava naquele fogo santo, e no entanto, cometeu apostasia pouco mais de um ano de conversão, abandonando de vez a sua fé no Evangelho, e se tornando ateu. Em contra partida já vi pessoas levantarem a mão timidamente aceitando Jesus na Igreja, e só tiveram um ação de envolvimento real com Evangelho quase 6 anos depois, frequentando o banco e a escolha bíblica dominical. Então eu pergunto aos irmãos, será que uma conversão ao Evangelho rápida, acaba também tão rápida ? Será que existe a conversão gradual ou diria um convencimento gradual que te levará a conversão de fato ? Pois quero confessar que sou aquele irmão que frequentou os 6 anos de banco e escola bíblica, e após entender verdadeiramente a palavra inspirada, inclusive entender a parábola de Jesus acima e entender o que significava ao ver as divergências e diferenças de entendimento entre os irmãos que desestimulam aqueles que realmente estão interessados em pregar o verdadeiro evangelho. Contudo afirma que não podemos esmorecer a nossa fé, até mesmo porque temos que dar bom testemunho até para aqueles irmãos que ainda se convenceram e não se converteram de fato. isto é, se a a conversão for apenas um ato momentâneo.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *