Como morreram os doze discípulos de Jesus.

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

A perseguição aos cristãos deflagra a partir da morte de Estêvão, pois até aquele momento havia somente uma oposição aos ensinamentos de Jesus. A açoites ali e acolá, mas nada que levasse a morte. A pregação de Estêvão foi tão radical para os judeus que a única forma encontrada para frear a propagação das palavras dele era acusá-lo de blasfêmia, o que era passível de morte.

Dali em diante na tentativa de frear a propagação do Evangelho, uma sucessão de mortes acontecem. Muitos seguidores de Jesus fugiram para fora de Jerusalém, indo para Antioquia (uma cidade da atual Turquia), o que foi bom, pois desta fuga de Jerusalém é que foi possível a pregação do Evangelho nas cidades vizinhas. Isto você pode ler em Atos 11.

Como morreram os doze discípulos de Jesus?

Depois deste resumo de como se inicia a perseguição ao Evangelho, veremos agora como morreram os doze discípulos de Jesus. Lembrando sempre do contexto, já explicado nos dois primeiros parágrafos.

André:

André foi um dos primeiros discípulos de Cristo! Segundo alguns livros consultados, sua morte aconteceu na Grécia, durante o reinado de Trajano. André foi crucificado em uma cruz em forma de X.

Bartolomeu:

Bartolomeu foi apresentado a Jesus pelo apostolo Filipe. Segundo alguns livros consultados, depois de viajar a Índia para pregar o evangelho, converteu a muitos naquela região. Sua morte, aconteceu quando os sacerdotes daquela região sentiram inveja de Bartolomeu e conseguiram ordens para retirar sua pele e separar a cabeça de seu corpo.

Filipe:

Conta uma tradição que ele morreu crucificado de cabeça para Baixo aos 87 anos, em Gerápolis, no tempo do imperador Domiciano.

Judas:

Segundo alguns relatos, Judas foi martirizados cruelmente quando estava na Pérsia. Judas foi morto a golpe de machado desferido por sacerdotes simplesmente por não adorar à deusa Diana.

João:

João foi o único discípulo de Cristo a morrer de morte natural, mais precisamente de velhice. João morreu em Éfeso.

Mateus:

Ainda à muitas divergências sobre sua morte. Segundo alguns livros consultados, Mateus foi decapitado, em outras fontes Mateus foi apedrejado e queimado na Etiópia.

Curso de Teologia

Tiago, filho de Zebedeu:

Foi preso juntamente com Pedro, e decapitado por ordem do rei Herodes Agripa (At 12,2).

Tiago, irmão de Jesus:

Segundo os historiadores Hegesipo, Clemente de Alexandria e o hebreu Flavius Josephus, o apóstolo teria sido condenado por se recusar a denunciar os cristãos, sendo apedrejado até a morte, por ordem do corpo religioso do Templo, dirigido pelo sumo sacerdote Ananias.

Tomé:

Consta que foi martirizado e morto pelo rei de Milapura, na cidade indiana de Madras, onde fica o monte São Tomé e a catedral de mesmo nome, supostamente local de seu sepultamento. Historiadores acreditam que o apóstolo foi morto alvejado por lanças, quando orava.

Pedro:

Foi executado por ordem do imperador, no mesmo ano de Paulo e pelo mesmo motivo, mas em ocasiões diferentes. Conta-se, também, que pediu para ser crucificado de cabeça para baixo, por se julgar indigno de morrer na mesma posição de Cristo.

Simão:

Não existe muitas informações sobre sua morte, mas segundo uma notícia de Egésipo, o apóstolo teria sofrido o martírio durante o império de Trajano, contando já com a avançada idade de 120 anos.

Judas:

Conta Mateus (27:3-10), que ele se arrependeu amargamente depois que viu a crucificação de Jesus, jogou as 30 moedas aos pés dos sacerdotes e em seguida, dominado pelo remorso, suicidou-se enforcando-se numa figueira. Também segundo a tradição, os sacerdotes pegaram o dinheiro e compraram um terreno para servir de cemitério aos estrangeiros, sendo posteriormente chamado de Campo do Sangue.

Matias:

Poucos relatos existem sobre sua vida, mas a tradição diz que ele morreu martirizado e decapitado em Colchis, perto do Mar Negro.

A história de cada um desses discípulos nós inspira a sermos como eles: Fiéis até o fim!

Considere ler também:

20 Comentários


  1. Eu já tinha lido sobre isto, e não foram só eles, mas milhares de cristãos morreram.

    É interessante que estes mártires são usados como um dos argumentos para o cristianismo, e é um grande argumento. Não haveria outro motivo para defenderem suas fés de tal modo, se não estivessem totalmente convecidos que Jesus era Cristo. E deste argumento arranjar um modo para dizer que estavam enganados é muito complicado.

    Graças a eles o nome de Cristo está no mundo.
    Grande abraço!

    Responder
    1. Rubinalda cordeiro vasco

      E verdade e como se a terra foce regada com o sangue quente de nossos irmãos que nos antecederam.

      Responder

  2. O sangue derramado dos servos de Deus ao longo da história foi e é como semente: quanto mais se persegue e mata mais Deus multiplica seu Reino, isso para derrota dos perseguidores.

    Afinal, os planos de Deus jamais serão frustrados!

    E os que perderam a vida por amor de Cristo, na verdade a acharam e receberão o galardão da mão de Jesus.

    Mateus 10:39
    39 Quem achar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a sua vida, por amor de mim, achá-la-á.

    Apocalipse 22:12
    12 E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra.

    A Paz!!!

    Responder
    1. Anonymous

      Deus é muito bom mesmo.e seus dissipulos sao a prova disso, obrigada senhor por nos tirar deste mundo e nos mostrar sua maravilhosa luz

      Responder

  3. Missionária Delair, a irmã tem razão! Quanto mais batem no servo de Deus, mas a gloria de Deus está nele! Estevam apedrejado disse: “Vejo o céu aberto”, quanto maior for a luta, mais a benção está perto!

    Até mais!!

    Responder
  4. Anonymous

    é importante ressaltar quem realmente os perseguiu e os matou. infelizmente isso não aconteceu!

    Responder
  5. Anonymous

    sim é isso mesmo! sabemos que quem perseguiu e matou os apostolos, foram os principais na hierarquia de uma entidade que possuia grande poder naquela época. por favor não esconda isso, peço que relate isso.

    Responder

  6. Eles foram mártires e muito nos inspiram e semrpe inspirarão. Como lees, milhares deram suas vidas. Talvez, milhões. E continuam dando. Que sua vida nos sirva de exemplo. Que as lições de JESUS cada vez mais iluminem o mundo. Que nossos sacrifícios não seja mais de sangue, mas possamso também ter o mérito de sermso discípulos de Nosso Senhor.

    Responder

  7. Bom, na Biblia só existe a narrativa da morte de Tiago, como o mesmo artigo diz, o resto são “segundo” isso, segundo aquilo. Mas que eles morreram isso não resta dúvidas.Mas no arrebatamento da Igreja nós nos encontraremos.

    Responder
  8. ANTONIO WAGNER

    depois de ter o conhecimento desses acontecimentos. eu ja não abriria mão dele, agora é que eu não abro mesmo mão do meu deus por nada nesse mundo. mecinto cada vez mais envolvido te amo muito jesus. jamais negarei o seu santo nome. obrigado meu DEUS. por tudo.

    Responder

  9. eu creio que cristo foi enviado pelo pai que esta no céu e ele mesmo deu testemunho do pai o qual o enviou ,eu dou testemunho de cristo ,e creio que naquele grande dia ele vira entre as nuvens do céu com o galardão para dar a cada um segundo as suas obras, que todos nós possamos ser imitadores de cristo , que a paz de Deus esteja sempre conosco hoje e sempre amém.

    Responder

  10. José Fernandes paulino do nascimento

    maravilhas de informações que Deus continue vos abençoando em tudo . nos também precisamos estar preparado

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *